SUBINDO PRA DESCER...

Pegamos três aviões. Viajamos mais de dez horas de carro. Subimos muitas montanhas. E lá em cima das montanhas tinha mais montanhas ainda. Subimos elas também. Esse meu novo trabalho no CQC finalmente me fez subir na vida. Subi mais que o Dólar em relação ao Peso Boliviano.

A Bolívia é um paradoxo. Você olha pra paisagem e pensa: "É a coisa mais linda que já vi". Chega algum nativo perto e você pensa: "Acho que não vou poder dizer o mesmo".

A foto abaixo mostra a fêmea mais bonita que encontrei na região.

Em Macha, durante o Tinku, pude me sentir em família: muitas brigas, bebedeiras, e claro, fui agredido.

Turco, o câmera, também foi. Eu acabei uma cena e ele disse: "Já?". E eu "Já!". E ele: "Obrigado". Ajoelhou no chão sem fôlego, com a mão no saco. Tinha tomado uma voadora boliviana. Ou será que foi uma cabeçada? Não sei. Eles são bem baixinhos.

Na volta, em Santa Cruz, uma coisa digna de nota. Enquanto discutíamos a beleza da mulher boliviana, uma dúvida nos fez perguntar ao taxista: "Quanto custa uma puta realmente bonita por aqui?". Juro que o taxista (aí da foto de baixo) na mesma hora puxou seu cartão e disse: "Ora... te vendo minha cunhada! Ela é linda e tem peitos enormes".

Outros fatos curiosos: Em Potosí pedimos informações para um taxista. Ele estava cheirando coca com cola num saquinho. Mas foi gentil e nos ensinou o caminho. Fomos na dele. Nos perdemos. Claro. / A noite que passamos em Macha foi conturbada. Queriam iniciar a peleja do Tinku comigo, naquela mesma noite. / Em Macha encontramos um nativo que apelidamos de "Lazanha". A todo momento, durante dois dias, nos contava sempre as mesmas histórias. Queria nos ensinar o significado de uma dança chamada "lazanha" (pelo menos é isso que eu entedia). Ele era do tipo sabichão e qualquer assunto que você tocava ele tinha ou sabia fazer melhor. Lazanha aparece no primeiro vídeo, no minuto 2:45 / Cada vez que subíamos um degrau precisávamos tomar fôlego. Pela primeira vez na vida eu soube como minha avó se sente todos os dias. / A cidade de Macha não estava no mapa. / Com certeza o Blog do Lazanha é melhor que o meu.

Confira o resultado final dessa viagem nos vídeos abaixo:


 Escrito por Danilo às 01h30 []

[Envie este lixo pra alguém]


TRABALHO

Nunca entendi porque ninguém trabalha no dia do trabalho. Seria o mesmo que ser dia das maes e ninguém ir visitá-la.

Eu nao sou o Ronaldinho mas também estou pegando no batente, pois em pleno 1º de Maio estou trabalhando. Estou na Bolívia gravando CQC (perceba que tem várias palavras sem acento, pois o teclado casteliano do hotel nao tem o "til". E muito o invejo, pois meu tio por exemplo só serve pra pedir dinheiro emprestado pra minha mae).

Enfim, esse post é só pra que você escute mais uma música lixo de minha autoria. Fiz a música em 1998 na minha primeira semana trabalhando no setor de lixo de Santo André. Cantando eu, tocando Rogério Morgado e escutando você (se tiver coragem).


 Escrito por Danilo às 01h17 []

[Envie este lixo pra alguém]

  

 

 

 

Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! Veja o Vídeo! O que é Stand-up? ml>